Cases

Conheça os cases das Mulheres que Fazem a Diferença - 5ª Edição.

 

Cultura e Esporte

 

Maria Helena Kraeski - Vencedora


Iniciou na ginastica rítmica ainda criança. Professora da UDESC desde 1995, é idealizadora do Núcleo de Estudos em Ginástica, que leva a ginástica rítmica ao alcance de mais de 300 meninas da comunidade. Como técnica, Maria Helena recebeu diversos títulos e honrarias, incluindo de MELHOR TÉCNICA ESPORTIVA DE SANTA CATARINA.

Karoline Mariechen Meyer - 2º lugar


São 8 recordes mundiais, feito único na história desportiva do país! Registrada no Guinness Book como a atleta com o maior tempo submersa em apneia, Karol realizou a façanha de permanecer 18MINUTOS E 32 SEGUNDOS SEM RESPIRAR! Por esta trajetória, é reconhecida internacionalmente como uma das atletas mais completas da história do esporte.

Rute Ferreira Gebler - 3° lugar


Com vasto conhecimento acumulado em sua trajetória pelo Brasil, Rute Gleber é um ícone como maestrina, cantora solista, bailarina e diretora de teatro. Vencedora de diversos concursos e homenagens de reconhecimento pelo seu trabalho pela arte e pela cultura no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, sua contribuição ao social também é inegável.

 

 

Educação:

 

 

 

 

Lelia Regina Kremer Gamba - Vencedora 



Pós-graduada em Educação e Desenvolvimento Humano, apaixonada pela educação desde os 15 anos está sempre em busca de conhecimento e inovação para um ensino cada vez melhor.Sua missão:facilitar o aprendizado e torná-lo significativo e prazeroso. O amor pelo saber e o espírito empreendedor levaram-na a criar o Colégio Criativo.

 

 

Evangelia Kotzias Atherino Dos Santos - 2º lugar


Doutora em enfermagem, professora titular da UFSC, atua há 4 décadas em atividades de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno. Consultora internacional neste assunto, dedica sua trajetória à saúde da mulher e da criança, é uma das idealizadoras do projeto de Banco de Leite Humano e do Programa Capital Criança.

Ana Paula Romano Calaes - 3º lugar 


Pedagoga e proprietária da Escola Técnica Geração (ETG), assume o sonho de estudante como missão de vida: ter uma escola que transforme vidas por meio da Educação! Inspirada na família herdou valores como trabalho, ética e respeito ao próximo que aplica diariamente para conquistar a excelência no seu negócio.

 

 

Negócios:

 

 

 

 

Betina Giehl Zanetti Ramos - Vencedora


Graduada em Farmácia com especialização em Biossegurança, Mestrado em Farmácia, Doutora em Química e Doutora em Polímeros na França. Criou, com seu marido em 2008, uma plataforma tecnológica que deu origem a Nanovetores. A Empresa é destaque pela quantidade de Prêmios que acumula. Uma cientista que teve coragem em empreender, e que conseguiu gerar uma empresa multinacional conhecida mundialmente na área de Nanotecnologia.

 

 

Amanda Reitenbach - 2º lugar


Empreendendo num mercado predominantemente masculino, Amanda foi a segunda mulher a titular-se mestre e doutora em cerveja no Brasil. Desenvolveu produtos inovadores para a indústria cervejeira no país. Além de CEO no Science of Beer Institute, também ministra aulas de Técnicas de Degustação de Cerveja e Análise Sensorial e organiza concursos de cervejas artesanais.

Larissa Kroeff - 3º lugar


Estudou Turismo, fez mestrado na França e se especializou em eventos sustentáveis, trazendo para o Brasil a solução ecológica para os eventos: o “Meu Copo Eco” reduziu em até 80% os resíduos de um evento, com 3 milhões de copos produzidos e 750 milhões de copos descartáveis evitados. Sua missão é eliminar os descartáveis do planeta.

 

 

Terceiro Setor:

 

 

 

 

Lilian Vaz Martinho - Vencedora


Terapeuta ocupacional e focou sua vida na solidariedade. Trabalhando no CEPON  assumiu a coordenação do GAMA – Grupo de Apoio às mulheres mastectomizadas, hoje um Instituto. Lilian promoveu o empoderamento das mulheres do grupo. Elas aprenderam a lutar por suas vidas e pelas vidas das pessoas com câncer. O GAMA mudou a vida de Lilian e Lilian mudou a vida do GAMA.

 

 

Scheila Cristina FrainerYoshimura - 2º lugar


Jornalista e radialista profissional, coordenadora da “Casa de Acolhimento Semente Viva” para crianças em situação de risco. Trabalho para o qual há 6 anos se dedica totalmente. Em 2016 recebeu da Câmara Municipal de Florianópolis a Medalha Herbert de Souza - Amigo da Criança. Defensora do ECA- Estatuto da Criança e do Adolescente está sempre atenta em sua defesa.

Liandra Nazário Nobrega - 3 º lugar 


Advogada e empresária apaixonada por gestão, diz que o associativismo faz, sentido no seu propósito de “mudar o mundo”. Participa de grupos jovens associativistas e seu maior desafio é aliar sua agenda entre suas empresas, família e o associativismo. Acredita no fomento às lideranças jovens para um desenvolvimento econômico sustentável do estado.

 


Conheça os cases das Mulheres que Fazem a Diferença - 4ª Edição.
Clique aqui para ler os cases da 3ª Edição do Prêmio.

 

 

PODER PÚBLICO
Adriana Martinez Montanheiro - Vencedora

Adriana Martinez Montanheiro é coordenadora do Programa de Extensão MODARTE: Moda, Arte e Artesanato, do Curso de Bacharelado em Moda da UDESC. Desde 2011 desenvolve as ações do projeto com atividades abertas e gratuitas a toda comunidade interessada, entre acadêmicos, professores, artesão e pessoas como um todo que, mesmo sem formação na área, têm interesse nos cursos e oficinas oferecidas, gerando parceria entre os saberes acadêmicos e os saberes populares. Dentro do programa Modarte, Adriana coordena três ações: o primeiro é o Acervo da Ilustrateca, que organiza o acervo digital de ilustrações de moda e divulga para a comunidade, oferece cursos de ilustração e desenho técnico de moda e realiza exposições, expandindo desta forma a cultura e os conhecimentos artísticos e de moda para a sociedade. Em segundo lugar vêm os cursos, que oferecem conhecimentos teórico-práticos sobre criação em moda, figurinos cênicos, acessórios, técnicas artesanais e artísticas, bem como cursos de design. O terceiro pilar do Programa são as oficinas voltadas à comunidade em geral com ênfase na criatividade e design inovador na mistura entre moda, técnicas artísticas e técnicas artesanais, promovendo desfiles e exposições e possibilitando a interação entre diversos artistas, estilistas, designer e artesãos.
Cláudia Maria Messores - Finalista

Trabalha no setor de Capacitação e Potencialização de Pessoas, desenvolvendo ações em duas vertentes, o Programa de Valorização Profissional – Projetar, criado em 2008, com foco em ações para capacitação técnica dos servidores; e o Programa “Viva Bem” Udesc que criou em 2013, depois de cortes orçamentários que reduziram os investimentos no Projetar. Em 2012 desenvolveu com parceria privada a Semana do Homem, criada como um ciclo de palestras na UDESC. Focada na Saúde Masculina, em vista da comemoração ao “Dia Nacional do Homem”, levou atividades gratuitas que procuravam explicar as causas e os sintomas de alguns tipos de câncer. Com o trabalho nessa nova vertente, a Potencialização Pessoal, Claudia investiu no Programa “Viva Bem”, com foco na qualidade de vida e no bem estar dos servidores. Fomentou o progresso, o crescimento e a eficiência, com ações para estimulação do pensamento criativo e inovador, de maneira integral e holística. O Programa, através de palestras, cursos e oficinas, contou com profissionais nas áreas de saúde, administração, coaching, motivacional, cultural e psicológica que atuaram com gratuidade. O Programa “Viva Bem” já faz parte das atividades da universidade e foi aberto para os acadêmicos e comunidade externa, sendo assim, cumpriu com o papel social da Universidade possibilitando a participação de todos e gerando transformação social através do conhecimento compartilhado.
Grazielly Alessandra Baggenstoss

Uma trajetória no âmbito acadêmico e muitas realizações nesse setor, as quais refletem uma nova compreensão na esfera político jurídica. Interessada em compreender a estrutura das instituições, a organização da sociedade e as razões que movem as pessoas, para, dessa forma, implementar mudanças positivas no meio social. Foi premiada em primeiro lugar na Semana de Iniciação Científica, pela UNIVILLE, com pesquisas sobre a formação histórica dos direitos humanos, a partir dos valores defendidos pela sociedade, e o estudo sobre a necessidade de um suporte jurídico no meio virtual. Pesquisadora, com destaque à Pesquisa "Consolidação das Leis Catarinenses", desenvolvida pela IJFSC e ALESC entre outras de mesma importância. Como professora e pesquisadora da UFSC, em 2014 instituiu o projeto de extensão denominado "Sociedade de Debates".
Michele Alves Correa

Iniciou na carreira do funcionalismo público em 2001, Mestre em Gestão de Políticas públicas pela Univali, como Delegada de Polícia recentemente foi nomeada ao cargo de Gerente de Fiscalização de Jogos e Diversões com âmbito estadual, cargo nunca antes ocupado por uma mulher na história de Santa Catarina. Apesar do preconceito encontrado ao longo de sua carreira, ela afirma que as mulheres passam pelo mesmo tipo de formação que os homens, enfrentam as mesmas dificuldades, vestem farda, elaboram sentenças e estão preparadas assim como ela para assumir cargos de chefia.
Salma Ferraz de Azevedo de Oliveira

Com um currículo extenso na área de Literatura e Teologia, Salma Ferraz é professora associada de literatura portuguesa da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC e atua na pós-graduação de Literatura com a linha Teopoética - Os estudos comparados entre Teologia e Literatura. Também é crítica e ensaísta com diversos artigos publicados e autora de livros de críticas literárias e ficção. Em 2013 escreveu O DICIONÁRIO MACHISTA, livro que lhe gerou repercussão nacional e a levou a ser entrevistada pelo Jô Soares duas vezes. Também escreveu o livro “O espelho magro” no qual trata do problema da anorexia entre os jovens. Dirigiu o programa “Narrar para alegrar”, de contação de estórias, no Hospital Infantil Joana de Gusmão. Atualmente está implantando um projeto chamado FLINIVE 2015 que tem como objetivo colocar o estado de Santa Catarina na rota dos grandes eventos literários do país, trazendo para a cidade atores e escritores e incentivando a leitura e o contato de jovens com eventos culturais.
Sonia Pereira Laus - Finalista

Procurou fortalecer a liderança feminina nas Instituições de Ensino Superior e na sociedade da América Latina com o Projeto Equality. Sonia estudou dados que mostram que, apesar de as mulheres serem a maioria da população brasileira com ensino superior, o mercado de trabalho ainda reserva a maioria das vagas de nível superior para os homens. Aprovado pelo Programa ALFA III da Comissão Europeia, em execução desde 2011 na UDESC, o projeto visa PROMOVER a equidade de gênero CONTRIBUIR para o aumento da visibilidade e da participação das mulheres na produção de ciência, tecnologia, na academia e na força de trabalho. Dividido em três fases, o estudo levou à interação entre dezoito Instituições de Ensino latino-americanas e europeias por três anos. Além disso, tem propiciado a internalização do conceito de gênero no âmbito da gestão acadêmica na UDESC. Os resultados apontam para benefícios institucionais para a UDESC, para no Estado de Santa Catarina e para o Brasil, onde a Universidade, que poderá se configurar como Centro de Referencia para o diálogo internacional no que se refere a políticas de inovação para a inserção qualificada de gênero.
TERCEIRO SETOR
Ana Beduschi Nahas

Enfermeira formada, Ana Beduschi Nahas sempre procurou ajudar as pessoas e por esse motivo buscou a referida profissão. A vida mudou com o nascimento do primeiro filho, há mais de trinta anos, diagnosticado com Síndrome de Down. Dedicou seu tempo para ações sociais na busca de diminuir o desconhecimento da sociedade sobre a Síndrome. Em 1988 elaborou um livro chamado “Síndrome de Down e meu filho”, tratando de forma simples e objetiva o que aprendeu. Com auxílio de doações e das entidades, conseguiu imprimir e distribuir gratuitamente o livro para todos interessados, diminuindo assim o grande problema da falta de informação, já que “as pessoas só amam aquilo que conhecem”. Voluntariamente participa de palestras para auxiliar o entendimento da Síndrome, e sempre passa o conceito de que “a Síndrome de Down faz parte de uma pessoa, mas não a descreve, nem a incapacita”.
Iara Miotti - Finalista

Incansável na arte de criar famílias, Iara Regina Miotti começou ainda jovem, conduzindo a irmã mais nova, órfã de pai e mãe, desde a adolescência ao sucesso pessoal e profissional. Com um grande potencial para agregar pessoas, ludibriando diferenças e lubrificando talentos, busca sempre lucros para a coletividade. Aposentada, considera-se hoje uma “profissional do voluntariado”, tamanha a responsabilidade com que conduz os processos mesmo sem qualquer remuneração. Iara é Coordenadora da Business Professional Woman/BPW (Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais) para a Região Sul, onde inspira empresárias e profissionais liberais bem sucedidas. Passou pela coordenação e presidência de entidades públicas e privadas (ABRH,AFLOV,PROMOVER, entre outras) e foi pioneira na humanização dos hospitais públicos em Santa Catarina.Entre os projetos idealizados e levados adiante durante sua presidência frente à BPWFpolis, podemos citar o Costurando Cidadania, que deu treinamento, trabalho e renda a mulheres até então desempregadas. Com formação nas áreas de Filosofia, Recursos Humanos, Programação Neurolinguística, Holística de Base e Biopsicologia, Iara atuou como taquigrafa na ALESC, e como técnico de nível superior nas Secretarias do Estado da Educação, da Administração e da Saúde, sempre com projetos voluntários em paralelo, levando e aplicando novas ideias por onde e desenvolve ações sociais dentro das empresas que gerencia, procurando sempre lutar por um mundo melhor.
Jurema Ramos dos Santos

Se tornou ativista na Luta contra o Câncer em Florianópolis, mesmo sem nunca ter sido portadora da doença, mas teve contato através de pessoas próximas.Após 34 anos de carreira nos Correios, como advogada, sendo a primeira mulher a ocupar esse cargo, com a aposentadoria veio o convite para se tornar voluntária na AMUCC, que é uma Associação que apoia e busca melhores condições de tratamento a pacientes com câncer, atualmente como Diretora estruturou a Campanha Outubro Rosa e através da BPW onde é a segunda Vice-presidente, é conselheira no CEDIM.
Márcia Rila - Vencedora

Márcia Rila, é a mãe do Lar Recanto do Carinho. E, desta forma, ela se considera também mãe de inúmeras crianças que passaram pelo local desde a fundação, em 1992. A luta contra a AIDS, o preconceito para com os portadores do HIV e a dificuldade em conseguir doações e verbas para cuidar de crianças de comunidades emergentes, filhas de pais portadores da doença fizeram parte do dia a dia de Márcia. Mas ela não desistiu. Foi preciso muito empenho para que o local ganhasse a forma, o tamanho e o reconhecimento que tem hoje. A casa também se adaptou, mantendo em seus quartos adolescentes que, quando chegaram ao local, era desacreditados pela medicina e pela sociedade como um todo. Os trabalhos realizados de forma voluntária pelo grupo coordenado por ela tornaram-se referência nacional e até o Ministério da Saúde apoio projetos iniciados pelo GAPA – Grupo de Apoio à Prevenção da AIDS. A evolução das pesquisas e dos tratamentos, assim como o conhecimento maior das pessoas a cerca do HIV, juntamente com a união e doação de inúmeros voluntários, levou também ao crescimento da família do Lar Recanto do Carinho, e hoje Márcia reconhece as conquistas desses mais de 20 anos à frente da entidade quando encontra com antigos moradores do Lar que hoje possuem vida própria, com família, formação e emprego.
Tania M. Surmamn - Finalista

Nasceu no Rio de Janeiro, mas Florianópolis foi a cidade escolhida para viver desde 2002, quando se mudou de São Paulo. Como empresária, divide o tempo entre as empresas WPLEX Software e Fadataca Confecções, mas sempre dedicou um tempo para as ações sociais, promovendo e desenvolvendo parcerias que busquem melhores condições para a infância. Em 2007 fundou o Rotary Club Florianópolis-Amizade, focando em diferentes ações humanitárias e sociais. Tânia ainda é integrante do Conselho da ONG Saúde Criança. Ainda no Rotary, participou – e participa – ativamente da luta para o fim da Poliomielite desenvolvendo eventos para arrecadação de verbas e buscando personalidades da sociedade catarinense para a Campanha End Polio Now Santa Catarina, mostrando que a doença é devastadora, mas pode estar próxima do fim. Também é voluntária da APAE e desenvolve ações sociais dentro das empresas que gerencia, procurando sempre lutar por um mundo melhor.
NEGÓCIOS
Adriana Medeiros

Adriana Medeiros é terapeuta, escritora e palestrante. Descobriu cedo sua vocação: identificar as mazelas emocionais, baseadas na falta de autoconhecimento. Depois, transformou sua experiência em negócio. Em sessões terapêuticas e palestras, ela ajuda as pessoas a despertarem para mudanças, buscando a solução de problemas e a felicidade plena. Com estudos de física quântica, Adriana desenvolveu técnicas de análise, publicadas em O dia da mudança. Pelo livro, a terapeuta recebeu a medalha Divine Academie Française de Arts, Lettres et Culture na Feira do Livro de Paris. Em 2012, recebeu o prêmio Anitas Libertas por ações de empoderamento de mulheres, resultado do projeto Sagrado Feminino.
Alessandra Carelli Feminella

Em 2010 surgiu a vontade e o entusiasmo que fizeram Alessandra Carelli Feminella abrir mão de seus estudos e especializações na área de letras e educação para se tornar consultora especialista em cabelos encaracolados. Ingressou em uma nova faculdade – Tecnologia em Cosmetologia e Estética – para construir uma marca no ramo da beleza, conceituada na auto-aceitação e melhoria da autoestima. Em fevereiro de 2012 abriu em Florianópolis o Studio dos Cachos, permitindo às mulheres de cabelos cacheados a aceitares seu cabelo de forma natural, recusando a ditadura do alisamento imposta pela sociedade, mídia e pelos próprios cabeleireiros. A repercussão do trabalho invadiu o Brasil através das redes sociais e website, despertando nas cacheadas brasileiras o conceito da marca. Ter orgulho de si, estar feliz com seu visual natural e aprender a cuidar de seus cachos são a base do que prega a consultora dos cachos.
Alessandra Uber Ghisi

Alessandra Uber Ghisi é administradora e farmacêutica e dedica-se à área da saúde a 11 anos. Em 2005, fundou a empresa Vita Essência Farmácia de Manipulação e Homeopatia. Considera que a qualidade e atendimento diferenciado aos seus clientes tem como base a integração, treinamentos de sua equipe e de sua liderança. Políticas para atendimento ao cliente permitiram conquistar prêmios relevantes da ACIF e SEBRAE. Além disto, adotou práticas para conhecer as necessidades de clientes. Práticas de responsabilidade social e ambiental, contribuindo com a comunidade carente no que tange aos produtos da empresa, ações para redução do uso de água e energia elétrica.
Aline Flor

Aline Flor tem 34 anos é natural de Tubarão (SC). Ela é uma das fundadoras da empresa SC Pisos, estabelecida há 14 anos no mercado. Formada em edificações e graduada em administração, hoje é especialista em coaching, membro da Sociedade Brasileira de Coaching com o certificado internacional Behavioral Coaching Institute. Aline é uma profissional que lida com sonhos e anseios de muitas pessoas na busca pela autoconfiança e autoconhecimento, e considera-se uma mulher realizada que vive sua missão todos os dias, fazendo a diferença e contribuindo com as pessoas.
Betina Giehl Zanetti Ramos

Betina Giehl Zanneti Ramos é uma mulher empreendedora e determinada. Mãe de uma menina nascida em 2007, esposa e profissional, soube usar estas três características mostrando que é moderna e atuante. Seu espírito de cientista foi descoberto durante seu curso de graduação em Farmácia na UFSC, quando, após a conclusão, seguiu para a pós-graduação em Farmácia, especialização em Biossegurança, e para o doutorado em química e experiência internacional com cotutela na França. Após dez anos de experiência acadêmica e, inspirada pelo marido, empreendeu na criação da Nanovetores em 2008, onde aplica seus conhecimentos como Diretora Técnica. Esta dedicação resultou em reconhecimentos e premiações como empresa inovadora em tecnologia.
Camila Berni Schimanski

Empresária e coach de carreira, Camila sempre se interessou pelo empreendorismo pessoal e acredita que as pessoas são empresárias delas mesmas, independente de serem profissionais liberais ou estarem inseridas em uma organização. Iniciou seu projeto em 2012 reunindo um grupo de pessoas com o objetivo de desenvolver planejamentos de carreira. Sua metodologia diiferenciada garantiu o sucesso do grupo na conquista total daquilo que havia sido planejado. A abordagem é simples, prática e direta, utilizando uma mescla de ferramentas do mundo empresarial, gestão de projetos, modelo de negócios e coaching. Essa metodologia permite a reinvenção profissional do participante, fortalecendo e validando os seus valores pessoais e revelando o brilho de cada um. Seu maior sucesso e felicidade é ser agente de transformação na vida de tantas pessoas.
Cláudia Sayuri Muniz - Finalista

Empresária do ramo gastronômico e de serviços, Cláudia Sayuri Muniz já morou em São Paulo e no Japão, mas foi na cidade de Florianópolis que ela escolheu para empreender no ramo dos negócios e também pessoal. Franqueada da China in Box São José e Florianópolis e da Restaura Jeans de São José, é dona de uma família linda, como ela mesma diz. Divide o tempo entre as empresas e a família: é casada há 14 anos e mãe de dois meninos. Hoje ela coordena mais de 40 colaboradores em todos os estabelecimentos que gerencia, prezando pela sustentabilidade e desenvolvendo ações sócio-ambientais nos negócios.
Elisangela Goedert

Elisangela Goedert tem 42 anos, sendo que 29 destes dedicados a trabalhar com a beleza. Desde criança já apresentava habilidades com a tesoura e os cabelos. Nascida em Ituporanga e neta de barbeiro, seguiu o caminho do seu avô e aos 14 anos de idade montou seu primeiro salão de beleza. Viajou pelo mundo em busca de especialização na área e em 2010 chegou a ter 5 mil clientes. Ministrou diversos cursos de cabeleireira e hoje atua como terapeuta de beleza, palestrante e escreve para o site tudosobremake.com.br. Em 2015 inaugurou o Spa Chevenique, especializado em cabelos e adequação da imagem.
Karina Neves

Karina Neves tem 28 anos, é fisioterapeuta e pós-graduada em Fisioterapia Dermatofuncional e Cosmetologia Clínica. No final de 2006, após um intercâmbio em Dallas (EUA), decidiu que, ao voltar para o Brasil, abriria um Spa. Foram dois anos dedicados a estágios, minicursos, faculdade, pesquisas, etc. até abrir a clinica em 2008, e, com muita determinação, começou seus trabalhos. Fez vários aperfeiçoamentos no Brasil e também fora dele. Sempre guerreira, hoje conta com uma clínica moderna com aparelhos de última geração. Sente-se realizada, mas ainda tem muitos sonhos, inclusive um projeto social para atender mulheres mastectomizadas com baixo poder aquisitivo.
Lizandra Lima Bifano

Nutricionista, foi representante de laboratório de dietas enterais por sete anos, construindo relações de confiança com profissionais de saúde em SC e deles ouvindo a queixa de que não existia na região um estabelecimento sério, que comercializasse suplementos nutricionais de qualidade sem alterar as orientações prescritas pelo profissional. Acabou decidindo ela mesma iniciar o negócio, agregando também um serviço de atendimento domiciliar para os pacientes encaminhados. Assim nasceu em 2007 a Natural & Companhia, que concorre pelo segundo ano consecutivo ao prêmio "Empresa Inovadora" do Sebrae pela iniciativa do Natural & Companhia inbox, hoje com 75 assinaturas pelo Brasil.
Luciana Oliveira de Azevedo do Nascimento

Nutricionista e coordenadora do Programa Mesa Brasil do SESC, desde 2003, luta arduamente no seu dia a dia pela melhor utilização dos alimentos, demonstrando que é possível minimizar os efeitos da fome e da desnutrição com programas sociais práticos, a custo reduzido e de aplicação imediata. Seu maior desafio é agregar o apoio de empresas ao programa, o qual objetiva contribuir para a promoção de cidadania de pessoas em situação de pobreza numa perspectiva de inclusão social. O programa realizado em Florianópolis abrange mais de 17 cidades da região, garantindo o atendimento mensal de mais de 18 mil pessoas complementando suas refeições. O Programa Mesa Brasil além do transporte de alimentos também contribui para a difusão do conhecimento, através de cursos, oficinas e palestras na área da segurança alimentar e nutricional e de assistência social, tornando seus coordenadores, merendeiras, gestores e voluntários multiplicadores e promotores sociais.
Marlise Alves Teixeira - Vencedora

Marlise Alves Teixeira é manezinha da Ilha. Nascida em Florianópolis, começou a trabalhar cedo, aos 13 anos de idade. Aos 21, já estava formada em Contabilidade pela UFSC. Foi na Faculdade que conheceu o marido e foi com ele que criou a empresa M & M Assessoria Contábil. Os obstáculos do início a fizeram pensar em desistir, mas hoje, dezoito anos depois, Marlise colhe os frutos da aposta feita no final dos anos 90. Entrou no voluntariado com ações sócio-ambientais e trouxe para dentro do escritório mudanças positivas inspiradas pelo fazer o bem. Com formação também em coaching e psicodrama, até hoje comanda com o marido a empresa, que recentemente passou a chamar-se M & M Contabilidade, Consultoria e Coaching.
Monica da Silva Justino

Atua como psicóloga clínica desde 1995. Em 2006, após ter concluído o doutorado em criatividade e desenvolvimento de equipes na UFSC focou seu trabalho na Psicogenealogia na França. Esta nova abordagem terapêutica estuda o indivíduo por meio da memória de sua árvore genealógica. Ela tem por base compreender as projeções, identificações e repetições que acontecem numa mesma família. Em 2007, inicia com este trabalho pioneiro de trazer para o país de origem uma nova abordagem terapêutica. Em 2008, com seu apoio acontece o primeiro evento deste assunto no Brasil. Em 2009, foi realizado o primeiro grupo de estudo. Devido esse fato em 2015 ela lançará o primeiro livro de Psicogenealogia escrito em português no Brasil. Monica percebe este tema como transformador, não só de forma individual, mas transformador social. Estamos mais interligados que imaginamos. Como Monica diz: a certeza que este assunto pode beneficiar muitas pessoas através da melhor compreensão da história familiar faz-me trabalhar para ampliar cada vez mais sua divulgação.
Rafaela Tabalipa

Rafaela Tabalipa, desde criança sofre com o seu peso. Mamava até vomitar, foi gordinha da creche até a faculdade, e enfrentou os preconceitos pelo seu peso. Depressiva, cursou Educação Física, pois era o curso menos disputado. Com o tempo se apaixonou pelo curso e após um intimato da equipe que participava de “emagrece ou sai”, decidiu que era hora de reeducação alimentar. Foi muito difícil mas venceu, e abriu uma academia de ginástica - “um espaço de saúde para ajudar as pessoas a se cuidarem e se descobrirem através de um estilo de vida saudável” - comenta ela. Sente-se realizada e agradecida a Deus e aos seus familiares por tudo que conseguiu até hoje.
Rose Macedo Coelho - Finalista

Natural de Bom Retiro, Santa Catarina e mudou-se para a capital ainda adolescente. Desde pequena interessava-se pela administração e o trato nos negócios. Em Florianópolis, chegou a trabalhar como vendedora em loja, depois passou a confeccionar roupas próprias e vender de porta em porta para, finalmente, abrir a primeira loja, Long Beach by Rose, em 1992 na Rua Vidal Ramos. E foi na Vidal Ramos que o empreendedorismo de Rose mostrou-se ainda mais amplo, lutando pela revitalização da rua, chamando os lojistas para unirem-se e reformarem as fachadas, buscando apoio em entidades e no poder público para que as ideias saíssem do papel. Foi a partir dela que o projeto Vidal Ramos Open Shopping ganhou forma e reconhecimento até internacional, e a rua tornou-se um lugar melhor para o comércio, o convívio dos moradores e até para a cidade como um todo.
Siegried Xavier Pontes

A administradora e analista comportamental Siegfried Pontes desenvolve consultoria de imagem pessoal em toda a região metropolitana de Florianópolis e virtualmente para todo o país. Suas ações de coaching colaboram para tornar as pessoas mais conscientes de seu potencial em busca de realização e felicidade. Siegfried construiu seu negócio a partir da formação em aconselhamento, experiência docente, conhecimentos de linguagem corporal e análise comportamental. Ela orienta principalmente pessoas com problemas de autoestima, ajudando-as a reconstruir a imagem pessoal e a autoconfiança.

 

Compartilhe:  
Imprimir
Galerias de fotos
Veja nossas galerias de fotos.
Curta nossa Fanpage